Pepsi-Cola Vintage


Se tem uma coisa que eu amo de paixão  nas propagandas vintage, são as ilustrações. 
São tão inspiradoras, tão criativas, os artistas esbanjam talento em cada desenho! Eu simplesmente sou fascinada por elas, tenho uma pasta com centenas, de diversos produtos de todos os tipos pra todos os gostos. Minha vontade é ter dezenas delas emoldurados nas paredes da minha casa. Imaginem! Pareceria uma 'galeria de marketing'! (risos). Fiz uma postagem ha algum tempo atrás, logo no início do blog, com anúncios de maquiagem de diversas marcas, veja aqui.
Quando pensei em  escrever este artigo a ideia inicial era mostrar somente imagens de anúncios com breves referencias a eles, porém quando fui mais a fundo na pesquisa sobre a história da criação da marca gostei tanto que achei que seria muito mais interessante compartilhar com vocês uma parte  da sua trajetória, desde a criação até os dias atuais, deste que é mais um produto centenário, popular em diversos países inclusive no nosso, mas que para a maioria de nós não fazemos ideia de como, quando e onde surgiu. Vamos juntos conhecer a história da criação do que é hoje o segundo 'refri' mais vendido em todo o mundo, a trajetória da marca ao longo dos anos, em seguida veremos alguns dos meus anúncios favoritos da Pepsi-cola Vintage . 

Logo de 1898 a 1905

Caleb D. Bradham em 1895
Inicialmente  preparada a partir da mistura de especiarias, sucos e xaropes, a chamada  Brad's Drink, criada em 1893 por  Caleb Davis Bradham  era servida aos clientes de sua farmácia, que assim como nas demais drogarias daquele tempo, abrigava uma típica fonte de soda (semelhante as máquinas de refil atuais). A nova bebida foi  recebida com grande entusiasmo. O  jovem  farmacêutico americano nasceu em Chinquapin, Carolina do Norte, em 27 de maio de 1867. Depois de se formar pela Universidade da Carolina do Norte, Bradham freqüentou a University of Maryland School of Medicine, na esperança de se tornar um médico. Enquanto frequentava a escola trabalhou meio período como aprendiz de farmcêutico em uma drogaria local.
Infelizmente uma crise financeira familiar forçou Bradham  deixar o curso de medicina e voltar para casa na Carolina do Norte. Ao retornar, ele foi professor em uma escola pública por um curto período de tempo antes de abrir sua própria drogaria na esquina das Ruas Oriente e Pollock no centro de New Bern. A Bradham Drug Company se tornaria mais tarde o lugar onde a Pepsi-Cola foi inventada. 

O sucesso da ''Bebida Brad'' foi tão grande que levou Caleb a aperfeiçoar sua formula; a combinação de água carbonatada, açúcar, baunilha, óleo de limão e noz de cola, conquistou novos apreciadores. Sua fórmula sem coca e álcool usadas na concorrente Coca-Cola, foi o grande diferencial entre as duas bebidas da qual seu criador se orgulhava.
As vendas  começaram a crescer, convencendo Caleb a formar uma empresa e comercializar a nova bebida .
Cartoon de Robert Day para a Time Magazine em 1946
Em 28 de agosto de 1898, Bradham renomeou sua bebida como "Pepsi-Cola." Ele acreditava que a bebida era mais do que um refresco, mas uma bebida saudável, auxiliando na digestão, ficando as suas raízes a partir da palavra dispepsia, ou seja, indigestão.  Apesar de seu nome e boatos, a pepsina nunca foi um ingrediente de Pepsi-Cola.
No final de 1902, a Pepsi-Cola Company foi formada devido à crescente popularidade e demanda para a Pepsi-Cola Syrup (xarope) com ninguém menos que Caleb Bradham como o primeiro presidente. O negócio começou a crescer, e em 16 de junho de 1903, a Pepsi-Cola tornou-se uma marca oficial conquistando o registro de patente. Em 1904, as vendas da Pepsi-Cola Syrup chegaram a aproximadamente 75 mil litros. Como a demanda para a bebida continuou a subir, Bradham decidiu que era hora de oferecer a Pepsi-Cola em garrafas. Em 1910 existiam 240 franquias em 24 estados norte-americanos, ano em que a Pepsi-Cola Company realizou sua primeira Convenção de ''engarrafadores'' em New Bern,  na do Carolina do Norte. Caleb conseguiu chamar atenção para sua empresa, construindo uma sede tão espetacular para a Pepsi-Cola que esta passou a ser o cartão postal da cidade.

Primeira sede Pepsi-Cola Company inaugurada em 05 de Abril/1905
Mary, filha de Caleb, posa para propaganda, entre 1905-1910
Tempos difíceis vieram sobre Bradham e a franquia Pepsi, durante Primeira Guerra Mundial, devido ao alto preço e ao grave racionamento de açúcar. Este racionamento impediu Cia. de produzir xarope suficiente para atender às demandas dos consumidores. Embora Bradham tentou vários substitutos do açúcar, como o melaço, o resultado foi sempre um sabor inferior ao original. Após o fim da guerra, os preços do açúcar subiram de 3 para 28 centavos de dólar por libra-peso. Bradham comprou uma grande quantidade de açúcar por um valor muito alto, o que seria um fator para a queda da empresa. A Pepsi-Cola Company estava oficialmente falida a partir de 31 de maio de 1923, e seus ativos foram vendidos para a Craven Holding Corporation por US $ 30.000. 
Caleb retomou o ramo farmacêutico na cidade de New Bern, onde tornou-se figura ilustre por seus serviços prestados a cidade, onde participou de numerosos eventos de caridade além de ser o co-fundador da milícia naval da Carolina do Norte. Bradham também ajudou a introduzir nos Estados Unidos o transporte de mercadorias em automóveis. A empresa criada por ele foi a primeira a trocar os transportes de carga puxados a cavalo por veículos automotores.
Um dos primeiros automóveis utilizados para transporte da Pespi-Cola

Pouco tempo depois de ser vendida para a Craven Holding Corporation, foi a vez do gângster Roy C. Megargel comprar a marca e tentar mantê-la com o mesmo prestígio que já alcançara em outras épocas. Roy mudou a sede da empresa para Richmond, na Virginia, em 1923, e com dinheiro próprio sanou os déficit da empresa. Em 1931, apesar de todos os esforços, a reestruturada Nacional Pepsi-Cola Company decretou falência pela segunda vez.
Foi então que Charles G. Guth, presidente da Loft Incorporated, uma grande cadeia de lojas de doces, sodas e água mineral resolveu assegurar a existência da Pepsi. Guth viu no refrigerante criado por Caleb uma oportunidade de colocar uma nova opção que não fosse a da empresa, então líder do mercado, a Coca- Cola Company, fazendo assim publicidade, na realidade, para a soda e a água mineral da Loft, e o empreendimento funcionou.


Sob a liderança de Guth a Pepsi se tornou mais uma vez uma marca próspera no cenário nacional americano. Dois anos após a compra, a marca já rendia um milhão de dólares para seu novo dono. Com o ressurgimento veio confiança, uma raridade naqueles dias, pois era o início da mais grave recessão econômica da história, conhecida como a Grande Depressão. Foram tempos difíceis aqueles, cinco centavos era muito dinheiro pra se pagar em um refrigerante. Destinada à mão de ousados proprietários, a Pepsi mais uma vez surpreenderia. Guth resolve vender em Baltimore, duas vezes mais Pepsi pelo mesmo valor pago em um único refrigerante. A estratégia foi um sucesso. Tão certeira foi a ideia de Guth, que logo este era o preço do refrigerante em todo o sistema.

Com a expansão internacional, na década de 30, a marca Pepsi-Cola foi registrada na América Latina e na extinta União Soviética. Concessões foram feitas a engarrafadores no Canadá. Em 1934, a sede da empresa muda para a cidade de Long Island, Nova York e quatro anos mais tarde é escolhido o novo presidente da Cia., Walter S. Mack. Igualmente agressivo na publicidade, Mack introduziu na publicidade da marca o que hoje se conhece por charges, do personagem "Pepsi e Pete". A ideia era ressaltar ainda mais o preço da bebida, duas vezes mais refrigerante por um único níquel. Resultado; as outras empresas não viram outra alternativa a não ser reduzir seus preços para poder competir. Mas a Pepsi se mantinha na liderança.

''Pepsi e Pete''
O jingle feito para a campanha "Duas vezes mais para um níquel" intitulada "Nickel, Nickel", foi o primeiro  a circular via rádio de costa a costa, fazendo história. Tornou-se tão popular que foi gravada 55 línguas, mais de um milhão de cópias foram liberadas para jukeboxes.
A canção, renomeada "Pepsi-Cola hits the spots" alcançou o Carnegie Hall. Em 1940, a revista Life declarou como imortal o jingle. Em 2005, o Advertising Age, considerou a música como uma das top dez do século passado, comentando:
"Esta canção veio num momento em que ninguém explorava os jingles"


Eventualmente, a Pepsi-Cola cresceu mais que a divisão de doces da companhia, fazendo com que a empresa mudasse de nome para Pepsi-Cola Company, ao invés de permanecer Loft Incorporated. Com a Segunda Grande Guerra, os fantasmas do passado ressurgiram, causas que levaram a primeira falência da empresa estavam de volta, como o racionamento de açúcar. Mas Mack aprendeu com os erros do passado, comprando açúcar plantado em Cuba, manteve próspera a Pepsi-Cola Company. Era uma época de homens e mulheres de uniformes servindo o país, distantes de seus lares. Mantendo o sentimento patriota da era, a marca adota as cores vermelhas, brancas e azuis em suas garrafas e abre em pleno Time's Square, no centro de Nova York uma cantina onde milhares de familiares dos que serviam ao país na guerra, podiam mandar mensagens a eles que estavam ao redor do mundo. Terminada a guerra em 1945, a Cia. volta sua atenção para a ideia de captar o espírito de uma América vitoriosa.


Nos anos que seguiriam a Pepsi-Cola Company expandiu-se por diversos países, investiu maciçamente em marketing  explorando as mudanças de comportamento na sociedade no decorrer das décadas.

Ilustração de John Alcorn-1969
Em 1965, a empresa passa a se chamar PepsiCo Inc. como resultado da fusão com a empresa Frito-Lay. Hoje a multinacional possui mais de 218.000 colaboradores, dados de 2012, lucro estimado acima de US$ 6,787 bilhões com faturamento acima US$ 66,415 bilhões, ambos os dados de 2013.


Em 1977 a Pepsi vai ao ar a campanha publicitária mais esperada da época - “Pepsi, a escolha de uma nova geração” protagonizada pelo rei do Pop, Michael Jackson.

O que acharam da história? Eu gostei tanto que tive a maior dificuldade na escolha das imagens porque vi tantas, uma mais legal que a outra! Vocês aguentam mais? Então vamos aos meus ''Pepsi-Ups'' favoritos.




1955

1959

1956

1956
1960
1957
1950

1958
1956
1953

 1955


Veja mais anúncios com ilustrações incríveis  no marcador  Trademark.
Base de pesquisa em:
http://pt.slideshare.net
www.pepsistore.com/history.asp
www.northcarolinahistory.org
www.adbranch.com/pepsi-vintage-ads-from-1950s/

Cintia Carvalho

Muito obrigada por sua visita, espero que tenha gostado do viu por aqui e espero ter a honra de seu retorno. Sua opinião é muito importante, conto com seu comentário. Beijinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário