Cine Retro - Rosemary's Baby

Cuidado. Todos eles são bruxos!
Seus vizinhos são esquisitos? Tem atitudes estranhas? Eles tem te incomodado ou são solícitos demais? Fique atento, você pode estar sofrendo um complô  demoníaco. Eles podem estar querendo usa-los em rituais satânicos e farão qualquer coisa para conseguir o querem. 
Não os convide para entrar, não vá jantar com eles ou aceite seus presentes, não beba ou coma nada que eles prepararem, e acima de tudo, nunca, em hipótese alguma, permita que eles obtenham qualquer objeto seu ou de qualquer pessoa ligada a você. 


O Cine Retro em sua Sessão 04, assustadoramente apresenta...

O Bebê de Rosemary-''A Semente do Mal''

























Baseado no bestseller homônimo de Ira Levin, publicado em 1967, sob  o roteiro e direção de Roman Polanski, o filme foi as telonas nos EUA em 12 de junho de 1968. Foi considerado um clássico do gênero horror psicológico da década de 1960. Houve uma sequencia feita para a televisão em 1976 chamada Look What's Happened to Rosemary's Baby; Veja o que Aconteceu ao Bebê de Rosemary, a sequencia tem pouca ligação com o livro de Levin no qual o primeiro filme foi baseado. Embora haja algumas semelhanças (por exemplo, a criança em ambas as histórias é chamado Andrew / Andy),  Look What's Happened to Rosemary's Baby também não tem ligação com Son of Rosemary lançado em 1997, continuação do primeiro livro do escritor. Ruth Gordon e Ray Milland foram os únicos atores que participaram dos dois filmes. O Bebê de Rosemary  foi indicado ao Oscar na categoria de melhor roteiro adaptado de Roman Polanski, em 1969 e venceu na categoria de melhor atriz coadjuvante interpretado por Ruth Gordon.


O primeiro filme americano do diretor Polanski tornou-se um sucesso aclamado pela crítica, inspirando uma onda do horror satânico no cinema. O Exorcista (1973) e A Profecia (1976) são exemplos disso.  
Na época em que foi exibido, Rosemary's Baby causou desconforto aos mais sensíveis por sua abordagem paranoica apocalíptica, possessões demoníacas e  gravidez em circunstâncias bizarras. O longa ajudou a colocar em evidencia a era moderna do gênero, pela combinação de uma história sobrenatural, com a propensão de Alfred Hitchcock em encontrar normalidade no horror.


Sinopse

Rosemary Woodhouse (Mia Farrow) e seu marido, Guy (John Cassavetes), um ator sem sucesso se mudam para a Bramford, um antigo edifício de apartamentos em Nova York com uma reputação sinistra e estranhos moradores. 
Para acolher os Woodhouses ao edifício, os vizinhos Roman e Minnie Castevet (Sidney Blackmer e Ruth Gordon) logo começam a bisbilhotar a vida do casal recém chegado; apesar das reservas de Rosemary. 

Guy começa a passar muito tempo com os Castevets, pouco tempo depois ele consegue o papel principal em uma promissora peça na Broadway. Minnie torna-se ainda mais inconvenientemente prestativa, após saber que Rose está grávida. Durante a gravidez ela começa a sentir dores extremas que a deixam muito abatida, tanto que os amigos dizem que ela está com uma péssima aparência, o que a faz pensar em procurar uma segunda opinião médica, porém, como em um passe de mágica as dores desaparecem. Após a estranha morte de seu melhor amigo, ela começa a entender  que existe algo de muito estranho acontecendo ...

Opinião Cine Retro
Bom, muito bom!! Nem parece que foi feito ha quase 50 anos!! Boa interpretação, o enredo é intrigante apesar de ser aquela velha história de bruxas invocando o filho de Satã, a procura de hospedeira humana. As cenas principais mais bizarras tem fotografias muito incríveis, e aquela musiquinha de ninar sendo cantarolada com uma voz fantasmagórica é mesmo fazer a gente pensar em dormir com as luzes acesas. Que vontade de contar tudooo!! Se bem que praticamente já contei, não é mesmo? Se você ainda não assistiu, assista! Este é mais um dos que eu recomendo!






PS.* 
Iran Levin é autor de um romance chamado  The Boys from Brazil; Os Meninos do Brasil, lançado em 1976. Baseado em sua história foi rodado o filme do mesmo nome  lançado em 1978. O romance foi uma das primeiras obras que abordaram sob a óptica da ficção científica a clonagem humana.



Cintia Carvalho

Muito obrigada por sua visita, espero que tenha gostado do viu por aqui e espero ter a honra de seu retorno. Sua opinião é muito importante, conto com seu comentário. Beijinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário